SOBRE O CURSO

O curso de Pós-Graduação Lato sensu de Engenharia de Segurança do Trabalho garante a 2ª atribuição junto ao CREA, pois o curso ofertado na faculdade FACEC atende aos requisitos normativos, conforme:

  • Lei n.º 7.410, de 27 de novembro de 1985 que dispõe sobre a Especialização de Engenheiros e Arquitetos em Engenharia de Segurança do Trabalho;
  • Decreto n.º 92.530, de 9 de abril de 1986, que regulamenta a Lei n.º 7.410, de 27 de novembro de 1985, que dispõe sobre a especialização de Engenheiros e Arquitetos em Engenharia de Segurança do Trabalho e dá outras providências;
  • Parecer CFE n.º 19, de 11 de março de 1987 que trata sobre a proposta de currículo do curso de Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho;
  • Parecer CNE/CES n.º 267, de 03 de outubro de 2018. que trata da Consulta ao Conselho Nacional de Educação (CNE) sobre o currículo estabelecido pelo Parecer CFE n.º 19/1987 para os cursos de especialização lato sensu em Engenharia de Segurança do Trabalho.

O curso tem o objetivo fornecer conhecimento técnico necessário para que os Engenheiros, Agrônomos e Arquitetos possam desempenhar as seguintes atividades previstas no Artigo 4º da resolução CONFEA Nº 359, de 31 de julho de 1991:

  • Supervisionar, coordenar e orientar tecnicamente os serviços de Engenharia de Segurança do Trabalho;
  • Estudar as condições de segurança dos locais de trabalho e das instalações e equipamentos, com vistas especialmente aos problemas de controle de risco, controle de poluição, higiene do trabalho, ergonomia, proteção contra incêndio e saneamento;
  • Planejar e desenvolver a implantação de técnicas relativas a gerenciamento e controle de riscos;
  • Vistoriar, avaliar, realizar perícias, arbitrar, emitir parecer, laudos técnicos e indicar medidas de controle sobre grau de exposição a agentes agressivos de riscos físicos, químicos e biológicos, tais como poluentes atmosféricos, ruídos, calor, radiação em geral e pressões anormais, caracterizando as atividades, operações e locais insalubres e perigosos;
  • Analisar riscos, acidentes e falhas, investigando causas, propondo medidas preventivas e corretivas e orientando trabalhos estatísticos, inclusive com respeito a custo;
  • Propor políticas, programas, normas e regulamentos de Segurança do Trabalho, zelando pela sua observância;
  • Elaborar projetos de sistemas de segurança e assessorar a elaboração de projetos de obras, instalação e equipamentos, opinando do ponto de vista da Engenharia de Segurança;
  • Estudar instalações, máquinas e equipamentos, identificando seus pontos de risco e projetando dispositivos de segurança;
  • Projetar sistemas de proteção contra incêndios, coordenar atividades de combate a incêndio e de salvamento e elaborar planos para emergência e catástrofes;
  • Inspecionar locais de trabalho no que se relaciona com a segurança do Trabalho, delimitando áreas de periculosidade;
  • Especificar, controlar e fiscalizar sistemas de proteção coletiva e equipamentos de segurança, inclusive os de proteção individual e os de proteção contra incêndio, assegurando-se de sua qualidade e eficiência;
  • Opinar e participar da especificação para aquisição de substâncias e equipamentos cuja manipulação, armazenamento, transporte ou funcionamento possam apresentar riscos, acompanhando o controle do recebimento e da expedição;
  • Elaborar planos destinados a criar e desenvolver a prevenção de acidentes, promovendo a instalação de comissões e lhes assessorando o funcionamento;
  • Orientar o treinamento específico de Segurança do Trabalho e assessorar a elaboração de programas de treinamento geral, no que diz respeito à Segurança do Trabalho;
  • Acompanhar a execução de obras e serviços decorrentes da adoção de medidas de segurança, quando a complexidade dos trabalhos a executar assim o exigir;
  • Colaborar na fixação de requisitos de aptidão para o exercício de funções, apontando os riscos decorrentes desses exercícios;
  • Propor medidas preventivas no campo da Segurança do Trabalho, em face do conhecimento da natureza e gravidade das lesões provenientes do acidente de trabalho, incluídas as doenças do trabalho;
  • Informar aos trabalhadores e à comunidade, diretamente ou por meio de seus representantes, as condições que possam trazer danos a sua integridade e as medidas que eliminam ou atenuam estes riscos e que deverão ser tomadas.

Inscrições abertas: www.faculdadefacec.edu.br

Início previsto para fevereiro de 2023.

PÚBLICO ALVO E PRÉ-REQUISITOS

Graduados em Engenharias ou Arquitetura. Conforme Lei nº 7.410 de 27 de novembro de 1985, regulamentada pelo Decreto 92.530 de 09/04/1986, o curso de especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho é destinado a Engenheiros e Arquitetos diplomados em curso de graduação por estabelecimentos de ensino superior:

  • nas diferentes modalidades de Engenharias reconhecidas pelo Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (CONFEA);
  • em Agronomia reconhecida pelo CONFEA; e
  • em Arquitetura reconhecida pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR).

O perfil e habilitação como Engenheiro de Segurança do Trabalho estão previstos na Resolução nº 359, de 31 de julho de 1991 do CONFEA e na Resolução nº 10, de 16 de janeiro de 2012 do CAU/BR.

PROGRAMA

DISCIPLINAS TIPO CARGA HORÁRIA
Introdução a Engenharia de Segurança do Trabalho Obrigatória 20
Prevenção e Controle de Riscos em Máquinas, Equipamentos e Instalações Obrigatória 80
Higiene do trabalho I Obrigatória 70
Higiene do trabalho II Obrigatória 70
Proteção do meio ambiente Obrigatória 45
Proteção contra incêndio e explosões Obrigatória 60
Gerenciamento de riscos Obrigatória 60
Psicologia na engenharia de segurança, comunicação e treinamento Obrigatória 15
Administração aplicada à Engenharia de Segurança Obrigatória 30
O ambiente e as doenças do trabalho Obrigatória 50
Ergonomia Obrigatória 30
Legislação e normas técnicas aplicada à Segurança do Trabalho Obrigatória 20
Laudos e Perícias em Engenharia de Segurança Complementar 20
Segurança no trabalho rural Complementar 15
Primeiros Socorros Complementar 15
Carga Horária Total 600

CERTIFICAÇÃO

Os concluintes que obtiverem aproveitamento geral maior ou igual a 7,0 e 75% ou mais de presença, receberão o Certificado de Conclusão de Curso de Especialização Lato Sensu em ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO, emitido pela FACEC.

INVESTIMENTO

20 parcelas de R$ 490,00
Valor sem desconto R$ 612,50

* Valor com desconto por pontualidade (20%)